18/10/2007 14h19
*

Amor



 

Rosa Pena

 

Adição de duplicidades

Subtração do detesto

Multiplicação decorações

Divisão inexata:

Sobra sempre resto...

Saudades!

Aceita cartões:

Máster de cumplicidade

Ouro que arrebata!

 

 

 


Publicado por Rosa Pena em 18/10/2007 às 14h19
 
20/09/2007 20h12
.

Ela à Vera: Dona primavera.

 

Rosa Pena

 

Ela chega violentando o capim,  com olhos de borboletas e nariz de colibri.

 Por causa dela arrombo meus armários para deixar as traças livres das naftalinas.

  Me dispo do negro, me visto de sol.

Ela é um atalho no caminho cinzento do ano,

que livra nossos sonhos dos espinhos gelados,

 os pinta da cor da alfazema e tem cheiro de azul -celeste.

É linda sua fome de arco-íris e sede de clorofila.

Bêbada de girassóis destila promessas que o amor é à vera.

Um sopro de vento assoviando Vivaldi avisa:

 É o momento em que a vida nos manda flores.



imagem: Silvia Felippo

 


Publicado por Rosa Pena em 20/09/2007 às 20h12
 
12/09/2007 18h20
*

Quero o meu país de volta!


Rosa Pena

 

Fumaça

preta ou branca

indica fogo.

Corrupção

hemorragia que não estanca.

Sigilo absoluto

para julgar

o diabo inocente.

No final

um povo de luto.

 

Deu enjôo esse jogo!

Eno, Sonrisal

tomei até Plasil.

Venceu o mal.

Mais um desfecho  indecente.

Quero de volta o meu Brasil.

 

 

OUTDOOR DOS ALUNOS DO SEGUNDO ANO DO CURSO DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA DAS FACULDADES BARÃO DE MAUÁ. Anderson Teixeira, Mateus Silveira, Ronaldo Viana e Sérgio Salas
                                     PREMIADO PELA CENTRAL DE OUTDOORS EM 2005



Publicado por Rosa Pena em 12/09/2007 às 18h20
 
02/09/2007 13h14
meu rei!

 

 

 

Empurra mais meu rei!

Rosa Pena

 

Para Aldir Blanc

 

"Ta lá o corpo estendido no chão
Em vez de rosto uma foto de um gol"


De frente pro crime/Aldir Blanc

 

 

Dia dois de setembro foi o aniversário do mestre Aldir Blanc. Felicidades meu farol guia. 

No dia primeiro foi feita uma homenagem para ele no novo espaço cultural, conseguido com muita luta, na rua Garibaldi esquina com Conde Bonfim, que por acaso e o acaso tem a mão de Deus, é na cara donde eu moro e freqüento. Foi tombada uma casa antiguíssima, abandonada há anos e cobiçada pelos convivas do Bar da Dona Maria, ponto de encontro dos tijucanos que amam as artes. Ela virou o
CMRMC (centro Municipal de Referência da Música carioca).

Agora todo mês terá um homenageado e Aldir foi o primeiro.  
Eu estava lá com meu babadouro, babador quem tem é a Kelly Key no baba baby, baby baba, agora vou buscar a forma corretíssima de se escrever, pois finalmente minha carreira vai deslanchar, depois do empurrão que levei do mestre

Aldir chegou atrasado e o local já estava lotado. Fui falar com ele que tinha guardado uma mesinha, lógico que ao meu lado, e ele se encaminhou comigo para o lugar. É óbvio que foi assediado por fãs, pois além de ser esse estupendo letrista era também a figura principal do evento. Então, sem querer, ele me deu um empurrão e uma cotovelada que fizeram meus óculos voarem longe.
Quase caí no chão, o que seria a glória para moi, mas a glória foi ainda maior. Tive Aldir Blanc aos meus pés, ainda que catando meus óculos, detalhe mínimo para uma fanzoca assumida.
 Ele ficou sem saber o que fazer e com seu jeito lindo de ser, disse baixinho:
— Rosa, nós fomos filmados e agora vão noticiar que machuco mulher.
— Deixa que falo eu meu rei.
— Vai dizer o quê?
— Ah! Que realizei um sonho. Levei meu empurrão de um dos maiores letristas da história da MPB.
Ele deu uma gargalhada bonita e um beijo na minha mão. 

Ninguém me peça hoje para passar manteiga no pão. Ainda não lavei as mãos.
Aldir! Parabéns, parabéns, parabéns! Viva o mestre das luas, dos mares e das mil rosas que brotam em mim cada vez que ouço você! 






Shows e Rodas

Neste sábado, dia 1º, o Centro Municipal de Referência da Música Carioca (CMRMC) teve a honra de receber o mestre Aldir Blanc. O gênio da Muda inaugurou o projeto "Hóspede do Mês": a cada mês, um convidado será homenageado pela programação musical da casa.

Logo cedo, aconteceu uma roda de samba gratuita no jardim da casa, com a presença do Aldir. Mais tarde, shows de outros artistas que enfocaram sua obra.

Lá estiveram entre outros, Ruy Castro, Arthur Dapieve, Moacir Luz, Guinga, a velha guarda do Salgueiro.

Permanece a pequena exposição de objetos pessoais do compositor na sala 2 (palacete) durante todo o mês de setembro! 
Vá , participe, deixe sua opinião!

Toda sexta vai ter show!

(CMRMC)
End: Rua Conde de Bonfim 824, Tijuca, esquina da rua Garibaldi.
Tel: 3238- 3831.

Nosso site de divulgação ainda é o boca-a- boca!

*


Publicado por Rosa Pena em 02/09/2007 às 13h14
 
31/08/2007 10h35
.................
Mês oito e eles continuam molhando o biscoito



Rosa Pena

 

Agosto.
O mês do cachorro "loco".
O dólar ainda com viagra paraguaio

avisa rápido ao povo:
- Usa, pois logo caio.
Para os olheiros
de curvas sinuosas
o parque de diversão
do Calheiros
foi fotografado.
 Virou  musa.
O que mais dói

Catulo da paixão
é um mês depois,
 ela virar capa da Playboy.
 O processo?
 Engavetado.
O povo teimoso na próxima
elege a Veloso




Publicado por Rosa Pena em 31/08/2007 às 10h35



Página 35 de 56 « 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 » «anterior próxima»





Site do Escritor criado por Recanto das Letras
art by kate weiss design