02/04/2008 22h24
....

Homo Brasiliensis
Murilo Mendes

 


O homem
É o único animal que joga no bicho.

 

 

Mutatis mutandis

Rosa Pena

 

A mulher

É o único bicho que aposta no homem.

 

ps:Mutatis mutandis – Diz-se de dois fatos que, com pequena alteração das circunstâncias, são iguais. Mude-se o que deve ser mudado.

*

 


Publicado por Rosa Pena em 02/04/2008 às 22h24
 
14/03/2008 09h53
Viva o dia internacional da poesia.

Tortura
Rosa Pena

Fazer o quê, Bilac?
Não ouço estrelas.
Fora da área de cobertura
.



Ora (direis) ouvir estrelas!

Olavo Bilac

 

"Ora (direis) ouvir estrelas!  Certo 
Perdeste o senso!" E eu vos direi, no entanto, 
Que, para ouvi-Ias, muita vez desperto 
E abro as janelas, pálido de espanto ... 
  

E conversamos toda a noite, enquanto 
A via láctea, como um pálio aberto, 
 Cintila.  E, ao vir do sol, saudoso e em pranto, 
 Inda as procuro pelo céu deserto. 
  

  Direis agora: "Tresloucado amigo! 
Que conversas com elas?  Que sentido 
Tem o que dizem, quando estão contigo?" 
  

E eu vos direi: "Amai para entendê-las! 
Pois só quem ama pode ter ouvido 
Capaz de ouvir e de entender estrelas."


 

Hoje

Taiguara

Hoje
Trago em meu corpo as marcas do meu tempo
Meu desespero, a vida num momento
A fossa, a fome, a flor, o fim do mundo...

Hoje
Trago no olhar imagens distorcidas
Cores, viagens, mãos desconhecidas
Trazem a lua, a rua às minhas mãos,

Mas hoje,
As minhas mãos enfraquecidas e vazias
Procuram nuas pelas luas, pelas ruas...
Na solidão das noites frias sem você.

Hoje
Homens sem medo aportam no futuro
Eu tenho medo acordo e te procuro
Meu quarto escuro é inerte como a morte

Hoje
Homens de aço esperam da ciência
Eu desespero e abraço a tua ausência
Que é o que me resta, vivo em minha sorte

Ah  Sorte!
Eu não queria a juventude assim perdida
Eu não queria andar morrendo pela vida
Eu não queria amar assim como eu te amei.


Viva o dia internacional da poesia.

 

Não permita que ela morra.

Beijos com carinho

rosa

 


Publicado por Rosa Pena em 14/03/2008 às 09h53
 
06/03/2008 10h39
*

Calendário de março!

Rosa Pena

 


    01
-  Dia da Vindima (Colheita de uvas) 
   Parabéns uvas! Mas é sacanagem com as maçãs que se aproveitaram da fragilidade da Eva, uma coitada que nasceu de uma costela masculina.

      02- 
Dia Nacional do Turismo  
       Salve as divisas dos turistas!


      03 - 
Dia do Meteorologista
       Parabéns tempo, mesmo estufado!

      04- 
Dia Mundial da Oração 
         Você rezou muito dia quatro? Cuidado com o castigo que vem a cavalo! Por que não vem a égua?


      05- 
Dia do Filatelista.

Procure conhecer o dono do selo “One Cent Magenta”   é o mais raro e um dos mais caros entre todos os selos do mundo! Ele foi emitido pela Guiana Inglesa, em 1856, e parece que só existe um exemplar. Certamente o possuidor dará um bom genro.
        
          07-  
Dia do Fuzileiro Naval

Que venha um com 1.90cm e de braços sarados bem tatuados!

      08 - 
Dia Internacional da Mulher
                
Salve a Amélia que era mulher à vera! Ela nasceu da costeleta do Ataulpho Alves ou do Mário Lago?


            10- 
Dia do Sogro

Puxa o saco dele. Você é ou será ele amanhã!


            11-   
Dia do Motociclista 
                     Que seja veloz e entregue a pizza rapidamente.
     
            14 
-    Dia do Vendedor de Livros

Compre uma enciclopédia pra dar uma força  pros caras.

      15-  
Dia Mundial dos Direitos do Consumidor

Reclame de seu atendimento nas Lojas Americanas! 

      17-    
Dia Internacional do Marítimo! 

(Fernando Pessoa cansou de avisar que Navegar é preciso)


     “
Ô, marinheiro marinheiro!
Marinheiro só
Ô, quem te ensinou a nadar
Marinheiro só
Ou foi o tombo do navio
Marinheiro só
Ou foi o balanço do mar
Marinheiro só”

      
      19 -  
Dia do Marceneiro 
                  Aproveita para mandar fazer um armário.Não deixe as roupas de seu macho jogadas (sua desleixada).  Faça o course A’mélia real woman!


      20-   
Dia do Início do Outono

Onde, quando?


                       21-   
Dia Universal do Teatro 
                      Que tal um jogo de cena com seu bofe? Quem sabe não consegue um aumento nessa sua mesada miserável?

      22  -  
Dia Mundial da Água

Tome pelo menos 3 litros d'água por dia. Ajuda a emagrecer! Olha a morbidez das suas banhas.  A barriga masculina é lindinha. É de chope, entendeu sua mondronga?


      25 - 
Dia da Promulgação da Primeira Constituição do Brasil (1824)  
                     Atualmente dia do mensalão.


      26-   
Dia do Cacau 
                    Peça uma caixa de bombom.Não aceite menos que
kopenhagem!

      27-  
Dia do Circo

              Viva o planalto central! 

      28-  
Dia do Revisor
                   Salve todos menos o meu.

      29-   
Dia da Chegada dos Primeiros Jesuítas ao Brasil (1549)

Anchieta não imaginava a suruba que aconteceria na Terra de Santa Cruz credo pé-de-pato bangalô Três Vezes.

      30 - 
Dia do Casamento de D. Pedro II (1843)

Rei tem dia de casamento. E o pequeno príncipe não tem dia? Ficou solteirão? Volte ao dia da uva e comemore lá. Acrescente a raposa, que não tem dia e é mulher. Será que é “raposo”? Se for macho não tem dia especial.


      31- 
Dia  Golpe Militar (1964)

E do golpe civil? Salve o Lula!

 

 


Publicado por Rosa Pena em 06/03/2008 às 10h39
 
04/03/2008 12h56
*

Sumário-de-culpa

Rosa Pena

 

A razão diz:

— Deixa de bobagem!

Contra-ataca o eterno

 coração aprendiz.

—Amor é como tatuagem.

Pode-se arrancar,

 mas deixa cicatriz.

*

OS DOIS LADOS DA PORTA

Carlos Edu Bernardes

 

 

O teu corpo ainda teima ao lado do meu. Em forma de uma meia-chave ele nada mais abre, a não ser as portas para o próprio despojo. O teu corpo, enfim, suscetibiliza em mim apenas nojo; e para jogá-lo fora não há como o meu manter-se inteiro. Aquilo em que te transformaste - coisas ruins de doer! - terá inevitavelmente que levar partes minhas - que foram tão difíceis de obter!

 

Por quanto tempo eu, eterno amputado, viverei sem as partes que jamais se regenerarão?

 

 

http://www.beakauffmann.com/mpb_t/tatuagem-1.html

 


Publicado por Rosa Pena em 04/03/2008 às 12h56
 
30/01/2008 17h15
*

Quando o carnaval chegar...

Rosa Pena

 

Há quanto tempo desejo seu beijo
molhado de maracujá
tou me guardando pra quando o carnaval chegar”

 

Chico Buarque

 


Buraco para dois, leito sem roupa, incenso de capim sem senso. Um sopro manso, um céu que se deita no mar. Livros novos, que não serão lidos, um vinho branco que fica tinto ao nos olhar, línguas perdidas em bocas, um samba que não obedece ao enredo improviso flores mal-educadas que nascem sem pedir licença, vagabundos feitos sob medida graças a Deus risada vitoriosa, um sol assustado ao perceber que não vimos que trocou de lado, três dias de menstruação amorosa folia de rei e rainha fósforo aceso perto da palha: —Fogo!!! 

Afinal, quarta-feira não é de cinzas?  Que o braseiro fique lotado delas.


 

Midi/Quando o carnaval chegar/Chico Buarque


Publicado por Rosa Pena em 30/01/2008 às 17h15



Página 31 de 56 « 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 » «anterior próxima»





Site do Escritor criado por Recanto das Letras
art by kate weiss design