A hora é essa
Rosa Pena

 
 
Quando chegamos a uma fase da vida em que nos lixamos solenemente para os olhares e comentários alheios, aqueles que acham nossas atitudes incoerentes, porém para nós faz todo sentido do mundo, que percebemos que a política não muda, quem muda somos nós, que nossos filhos olham com condescendência a velhinha (que é você) tomar um chopinho e isso não mais irrita, ao contrário, é engraçado, que eles pensam que o amor é supérfluo, pois importante é a glicose, que observam com um sorrisinho indulgente a afirmação que ainda voltaremos a Cozumel e nada disso faz mais diferença, pois sabemos que não foram eles que inventaram a roda, muito menos o rock and rool ... É a hora!
Abençoado seja esse novo momento. Nele quando a gente ama, ama de verdade, o que a gente quer, escolhe sem ler bula social e tenham certeza o mesmo se aplica ao inverso. O imposto ficou lá atrás quando nós achávamos que nossa tia de sessenta anos era uma moribunda que andava. Agora não mais nos desabonamos. Valem as nossas preferências, mesmo que elas não estejam no manual de aprovação comum. Não mais determinamos para os outros o bom, o mau, o feio (lembrei do filme). Nessa “adolescente” estação da vida em que damos zero importância ao que vão pensar, e mil para uma picanha sangrando como se fosse uma imensa transgressão as normas da moral e do bom costume (o colesterol está 300) é a hora em que atingimos a tão cantada idade feliz independentemente do calendário. Vale aquilo que nos faz bem e leva alegria as pessoas que amamos e que nos amam. Talvez seja o único momento da vida em que priorizamos a nós mesmo. O que determinamos se somos bons, maus, feios. Eu estou nessa. Por sinal, linda.
Está achando que eu to me achando? Volta lá no início. To me lixando.

 

 
Rosa Pena
Enviado por Rosa Pena em 23/02/2018

Música: the good,the bad and the ugly - ennio morricone

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.





Site do Escritor criado por Recanto das Letras
art by kate weiss design