Perto

Rosa Pena
 

Perto
não é onde a mão alcança,

é ouvir o mesmo som,
partilhar do mesmo tom
compartilhar os passos da mesma dança,

ser o outro prato da balança.

Perto
não tem final 
nem começo,
real ou virtual
não está na lista
de endereço.

Perto
é sentimento
faz parte do batimento.

Perto
só há um jeito.
Estar presente,
na batida do peito.

 
2004
Livro: PreTextos
Rosa Pena
Enviado por Rosa Pena em 29/08/2014
Alterado em 27/10/2017

Música: Stardust - Lester Young, Oscar

Copyright © 2014. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.





Site do Escritor criado por Recanto das Letras
art by kate weiss design